Estatística

Para consultar elementos de estatística faça clique no mapa.

Países dos leitores

Free counters!

sexta-feira, 24 de março de 2017

- "A Batalha Naval de Diu"

PORTA-DE-ARMAS DA FORTALEZA DE DIU

A batalha naval de Diu foi de importância decisiva na geopolítica portuguesa e na demonstração da superioridade naval de Portugal e na sua afirmação como superpotência.  Abalou o prestígio dos sultões egípcios que governavam o Império Mameluco e dos turcos do Império Otomano, bem como, mostrou aos indianos que os portugueses não só eram invencíveis para eles mas também para os rumes do Egito e para a artilharia de Veneza.

Na batalha naval de Diu, de 3 de Fevereiro de 1509, sob o comando do vice-rei Francisco de Almeida, os portugueses derrotaram uma armada de forças combinadas do sultão otomano, do sultão de Guzerate (na Índia), do sultão mameluco do Cairo e do rajá de Calecute, que foram apoiados pelas Repúblicas de Veneza e de Ragusa (hoje Dubrovnik, na Croácia). 
As forças em presença foram: 18 velas portuguesas contra 12 velas dos
rumes e cerca de 80 galés de Calecute e Guzarate.



VISTA AÉREA DO QUE RESTA DA FORTALEZA DE DIU

Segundo o comandante Saturnino Monteiro afirma, no seu livro "Batalhas e Combates da Marinha Portuguesa", a batalha de Diu foi a mais importante de toda a história da marinha portuguesa e uma das mais importantes da história universal, que deveria ser valorizada pelos portugueses da mesma forma como os espanhóis e venezianos fazem com a batalha de Lepanto, os ingleses com a do Nilo e a de Trafalgar e os japoneses com a de Tsushima. 

Sem comentários:

Enviar um comentário