Estatística

Para consultar elementos de estatística faça clique no mapa.

Países dos leitores

Free counters!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

- "AÇORES: o paraíso no meio do Atlântico" (3ª parte)


FOTO

Além da importância que sempre tiveram nos Descobrimentos, na manutenção do Império, nas rotas marítimas, na aviação militar e comercial e nas comunicações, hoje, os Açores têm um papel fundamental na conservação da bioesfera e no equilíbrio ambiental.
Nos Açores existem 24 reservas naturais, 31 áreas protegidas e 29 zonas protegidas.
Resumindo: existem 84 áreas de proteção da vida marinha, animal e florestal, o que constitui um admirável exemplo do qual os seres humanos se podem orgulhar.
  

     VÍDEO (a carregar) 
                                                                                                          
                               


As áreas protegidas incluem áreas terrestres, águas interiores e marinhas em que a fauna, a flora, a paisagem, os ecossistemas ou outras ocorrências naturais apresentam, pela sua raridade, valor ecológico ou paisagístico, importância científica, cultural e social.

A vegetação natural das ilhas açorianas compreende um vasto número de espécies originárias do Período Terciário, na sua maioria endémicas e com estatuto de proteção. A laurissilva, cuja origem está relacionada com as florestas húmidas do Terciário existentes no Sul da Europa e desaparecidas há milhões de anos aquando das últimas glaciações, é uma floresta com um índice de endemismos muito elevado
Para além das espécies de maior porte, possui uma camada sub-arbustiva, geralmente muito densa, de grandes fetos e arbustos, alguns dos quais também endémicos.

O conjunto da hotelaria tradicional, mais o turismo em espaço rural são exemplares.  

Sem comentários:

Enviar um comentário